31 de ago de 2010

Van Morrison, Neil Young, Perlman, Schenker, Michael Jackson, Stones, Baleiro, Rory Gallagher, Ozzy, Lady Gaga, Jay-Z+Coldplay, Walkmen, Green Day, JB



Rip JB!

*****

O Green Day anunciou que está gravando álbum ao vivo da turnê "21st century breakdown". E, durante show em Denver, na última sexta-feira, a banda apresentou uma música inédita chamada "Cigarettes and valentines", que está logo aí embaixo.



*****

Como assim?: Noel Gallagher agora é baterista do Paul Weller?? Hein??

*****

Duas novidades para os fãs do The Walkmen: 1) o seu novo álbum, "Lisbon", já está disponível para audição na internet. Gostei do pouco que ouvi; 2) uma versão de "Driver 8", pérola do álbum "Fables of the reconstruction" (1985), do R.E.M., também já está na internet. É quase uma heresia, mas a versão pode até estar melhor do que a original...

*****

Quem também lançou música nova foi Jay-Z. Em parceria com Chris Martin, do Coldplay. O problema é que "Most kingz" é mais Jay-Z do que Coldplay...



*****

A quem interessar possa, Lady Gaga apresentou música inédita durante show ontem em Minnesota. O nome da música é "Living on the radio".



*****

Dois meses após o lançamento de "Scream", Ozzy Osbourne anunciou que vai lançar uma edição expandida do álbum, com um CD a mais contando com sete músicas. Das sete novas faixas, três são inéditas, e sobraram das sessões de "Scream". As outras quatro faixas foram gravadas ao vivo durante a turnê do álbum, em Folkestone e Birmingham. Além das faixas em áudio, há o videoclipe de "Let me hear you scream", o making of do vídeo e da gravação do álbum também. O lançamento ocorre no dia 13 de setembro, e as faixas extras são as seguintes: "Hand of the enemy", "One more time", "Jump the moon", "Bark at the moon" (ao vivo), "Let me hear you scream" (ao vivo), "No more tears" (ao vivo) e "Fairies wear boots" (ao vivo).

*****

Os fãs do Rory Gallagher podem preparar os bolsos. Sai no dia 13 de setembro um pacote com CD e DVD cheio de raridades do guitarrista. O DVD duplo "Ghost blues" contará com um documentário sobre a carreira de Rory, repleto de depoimentos de gente como Bob Geldof, The Edge, Cameron Crowe, Slash, Johnny Marr e Bill Wyman. Além do documentário, o DVD trará 90 minutos de um show inédito do guitarrista, no programa da televisão alemã "Beat Club". Sairá também uma versão reduzida desse show no CD "The Beat Club sessions". O repertório dessa apresentação foi o seguinte: "Laundromat", "Hands up", "Sinnerboy", "Just the smile", "Used to be", "In your town", "Should've learned my lesson", "Crest of a wave", "Tore down", "Pistol slapper blues", "I don't know where I'm going", "Going to my hometown", "I could've had religion", "McAvoy boogie", "Hoodoo man" e "Messin' with the kid".

*****

"Vocês vão ter que me engolir". Esse é o nome do pacote que Zeca Baleiro está colocando nas lojas. Após o término de seu contrato com a MZA Music (gravadora que o lançou), Baleiro lança, pelo seu próprio selo (Saravá Discos), dois novos CDs. O primeiro é "Concerto", gravado ao vivo no Teatro Fecap, em São Paulo, no mês de março deste ano. No repertório, o maranhense toca canções de seu repertório (como "Canção para ninar um neguim", em homenagem a Michael Jackson), além de covers como "Eu não matei Joana D'Arc" (do Camisa de Vênus), "Autonomia" (Cartola) e "Best of you" (Foo Fighters). O outro título, "Trilhas", é composto por músicas escritas para filmes e espetáculos de dança. Além dos álbuns, Baleiro prepara o lançamento dos livros "Bala na agulha (Reflexões de boteco, pastéis de memória e outras frituras)" e "Vida é um souvenir made in Hong Kong – Livro de canções", bem como do espetáculo infantil "Quem tem medo de Curupira?".

*****

Quando os Rolling Stones encerraram a sua turnê do álbum "Tattoo you", em julho de 1982, parecia que eles nunca mais voltariam aos palcos. Lançaram dois discos (em 1983 e em 86), e nada de turnê. Em 1989, foi a vez de "Steel Wheels", e, para surpresa de todo mundo, a banda anunciou que faria uma turnê. Foram quase oito anos sem shows. Hoje, esse tempo pode até ser considerado normal. Mas, naquela época, não. A impressão era que Mick Jagger, Keith Richards e companhia nunca voltariam a dividir um palco. Toda a dúvida acabou pra valer no dia 31 de agosto de 1989, quando os Stones (ainda com Bill Wyman no baixo) subiram no palco do Veterans Stadium, na Filadélfia. Foram 115 apresentações no total. Bandas como Living Colour e Guns n' Roses foram as responsáveis pela abertura dos shows. Chique, não? Em 1990, a Fox transmitiu uma das apresentações da turnê em 3-D. Mais tarde, o mesmo show foi lançado em VHS e LD, no formato IMAX. No ano seguinte, foi lançado o álbum "Flashpoint", com algumas músicas gravadas durante a turnê. E, finalmente, nesse ano, saiu a nova versão em DVD e BD.



*****

Vou continuar falando de discos, embora muita gente mais nova não saiba o que é isso. Bom, quando Neil Young lançou "After the gold rush", eu nem sonhava em nascer. Mas me lembro muito bem do dia em que comprei "Bad", de Michael Jackson, pouco depois de seu lançamento. Foi no supermercado Freeway (existe ainda?) com a minha mãe. Quando eu tinha meus sete, oito anos, sempre que rolava, eu comprava um disco (de vinil, claro). Aí, um mês depois, eu ganhava outro. E assim ia levando... E o que eu fazia nesse intervalo de um mês? Ouvia o mesmo disco, claro. Ou então uma rádio para dar uma variada. Hahaha... Talvez esse seja o motivo de alguns álbuns terem marcado tanto a minha vida. Hoje é diferente, podemos baixar a discografia toda do Michael Jackson em cinco minutos. E nunca ouvir!! (Pra quê ouvir, não? Basta ter no HD...) Bom, ainda bem que eu ouvi muito "Bad". É um bom álbum, ainda que não seja tão legal quanto "Thriller" (1982). E "Bad" foi lançado no dia 31 de agosto de 1987.



*****

Quando um artista lança um álbum histórico em um ano, já fica marcado. "Pô, ouviu o disco que o fulano lançou em 1968??" Agora, imagina o cara que lança dois álbuns históricos em um mesmo ano? Foi o caso de Neil Young. Em março de 1970, Neil Young, em companhia de Crosby, Stills e Nash, lançou "Déjà vu", e, cinco meses depois, mas precisamente no dia 31 de agosto de 1970, o canadense colocou nas lojas "After the gold rush", que contou, no acompanhamento, com a Crazy Horse, e com Stephen Stills novamente. Ah, quer conhecer o álbum? Ouça a música abaixo. E também "Only love can break your heart", "Southern man", "Till the morning comes", "Don't let it bring you down", "Birds"...



*****

Do clássico para o rock agora. Hoje também lembro que um grande guitarrista faz aniversário. Rudolf Schenker, que nasceu em Hildesheim (Alemanha), faz 62 anos. Para quem ainda não ligou o nome à pessoa, Rudolf é um dos fundadores do Scorpions. Tudo bem, a banda não é sombra do que já foi, mas temos que reconhecer que os solos de "Wind of change", "Still loving you", "Big city nights", entre outros, são bem bacanas, né?



*****

Opa! Bom dia, pessoal. Bom, vocês já viram, né? Hoje o dia começou com Van Morrison, que faz 65 anos. Já separei o "Astral weeks" (1968) aqui para ouvir mais tarde. Hehehe... Ah, parabéns também para os nutricionistas pelo dia de hoje. (Parabéns, mãe, você que fez com a Nutrição o mesmo que eu fiz com o Direito!) Voltando à música, agora vou falar de um dos gênios do violino: Itzhak Perlman, que nasceu em Israel, no dia 31 de agosto de 1945. Acho que devo ter aqui uns dez DVDs dele, e é impressionante a variedade de artistas interpretados por Perlman. Mendelssohn, Beethoven, e qualquer compositor russo se transformam em magia com o seu violino. Em tempo: você já viu algum violino falar??



*****