9 de jul de 2010

Vinicius de Moraes, Bon Scott, Gavin, Jack White, Zidane, Hendrix, Johnny Winter, Lady Gaga, SSSC, Stone Sour, Linkin Park, She & Him, Arcade Fire

"Há dias que eu não sei o que me passa
Eu abro o meu Neruda e apago o sol
Misturo poesia com cachaça
E acabo discutindo futebol
Mas não tem nada, não
Tenho o meu violão"

("Cotidiano nº 2" - Vinicius de Moraes / Toquinho)

VINICIUS DE MORAES - 19/10/1913 - 09/07/1980



*****

We are the Pet Shop Kids!



*****

"É uma mistura de Depeche Mode com Neil Young." (Win Butler, líder do Arcade Fire, falando sobre o novo álbum da banda, "The suburbs", que será lançado no dia 03 de agosto)

*****

Aos interessados, um vídeo do filme "Harry Potter e as relíquias da morte", que foi liberado hoje. O vídeo traz cenas do filme e dos bastidores.



*****

Lindíssimo o videoclipe de "Thieves", do She & Him...



*****

O Linkin Park anunciou hoje a data de lançamento de seu próximo álbum. "A thousand suns", quarto trabalho de estúdio do grupo, chegará às lojas no dia 13 de setembro. O álbum foi produzido por Rick Rubin e Mike Shinoda, e o primeiro single, "The catalyst", será lançado a 02 de agosto. O último trabalho do Linkin Park, "Minutes to midnight", foi lançado em 2007.

*****

Essa é a capa do terceiro álbum do Stone Sour, "Audio secrecy", a ser lançado no dia 06 de setembro. O Stone Sour é o projeto paralelo de Jim Root e Corey Taylor, ambos do Slipknot. Root disse há pouco tempo que ia trabalhar dois anos em cima desse álbum para depois decidir o futuro do Slipknot, que está em suspenso, por conta da morte trágica de Paul Gray, no primeiro semestre. "Será um processo longo de cicatrização, que deverá acontecer antes de a gente pensar se o Slipknot vai continuar", disse Jim Root à Kerrang no mês passado.

*****

"Você que só ganha pra juntar
O que é que há, diz pra mim, o que é que há?
Você vai ver um dia
Em que fria você vai entrar

Por cima uma laje
Embaixo a escuridão
É fogo, irmão! É fogo, irrnão!

(Pois é, amigo, como se dizia antigamente, o buraco é mais embaixo... E você com todo o seu baú, vai ficar por lá na mais total solidão, pensando à beça que não levou nada do que juntou: só seu terno de cerimônia. Que fossa, hein, meu chapa, que fossa...)

Você que não pára pra pensar
Que o tempo é curto e não pára de passar
Você vai ver um dia, que remorso!

Como é bom parar
Ver um sol se pôr
Ou ver um sol raiar
E desligar, e desligar

(Mas você, que esperança... Bolsa, títulos, capital de giro, public relations (e tome gravata!), protocolos, comendas, caviar, champanhe (e tome gravata!), o amor sem paixão, o corpo sem alma, o pensamento sem espírito (e tome gravata!) e lá um belo dia, o enfarte; ou, pior ainda, o psiquiatra)

Você que só faz usufruir
E tem mulher pra usar ou pra exibir
Você vai ver um dia
Em que toca você foi bulir!
A mulher foi feita
Pro amor e pro perdão
Cai nessa não, cai nessa não

(Você, por exemplo, está aí com a boneca do seu lado, linda e chiquérrima, crente que é o amo e senhor do material. É, amigo, mas ela anda longe, perdida num mundo lírico e confuso, cheio de canções, aventura e magia. E você nem sequer toca a sua alma. É, as mulheres são muito estranhas, muito estranhas)

Você que não gosta de gostar
Pra não sofrer, não sorrir e não chorar
Você vai ver um dia
Em que fria você vai entrar!

Por cima uma laje
Embaixo a escuridão
É fogo, irmão! É fogo, irmão!"

("Testamento" - Vinicius de Moraes / Toquinho)



EU SIGO OS CONSELHOS DO POETA.

*****

A banda Street Sweeper Social Club, que conta com o guitarrista do Rage Against The Machine, Tom Morello, anunciou os detalhes de seu novo álbum (na verdade, um EP), que será lançado no dia 16 de agosto - apenas por download; a cópia física chega às lojas em 06 de setembro. O álbum terá quatro músicas compostas pela banda, além de covers de "Paper planes" (M.I.A.) e "Mama said knock you out" (LL Cool J). Em agosto, a banda excursionará pelos Estados Unidos. O tracklisting de "The ghetto blaster" é esse aqui: "Ghetto blaster", "Everythang", "Paper Planes", "The new **** you", "Scars", "Mama said knock you out" e "Promenade (Guitar Fury Remix)".

*****

E adivinha quem parou o centro de Nova York, hoje, hein? Hein? Sim, ela: Lady Gaga. Já deu, né?



*****

"Playboy" portuguesa será fechada após publicar ensaio pornô com Jesus. E eu achei que tivesse sido com o Jesus da Madonna, quando li a manchete... Hahaha...

*****

Sairá na última semana de agosto o DVD "Live through the 80's", que compila cenas de shows e videoclipes de Johnny Winter na década de 80. No ano passado, foi lançado um DVD no mesmo formato, relacionado aos anos 70. Nesse que sairá agora, os destaques são trechos de apresentações no Massey Hall, em Toronto, no ano de 1983, e em Roskilde, Dinamarca, em 84. Entrevistas também fazem parte do DVD. A relação de faixas é a seguinte: "Stranger", "Unseen eye", "Sweet Papa John", "I used to love her", "Mad dog", "When you've got a good friend", "Boot hill", "Highway 61", "Johnny B. Goode", "Jumpin Jack Flash", "Sound the bell", "Mojo boogie", "Don't take advantage of me", "Early in the morning", "Serious as a heart attack", "Lights out" e "Please come home for christmas".

*****

O guitarrista Jimi Hendrix foi nomeado para fazer parte do Fender Hall Of Fame. A cerimônia acontecerá no dia 13 de agosto, no Arizona. Hendrix viveu apenas 27 anos, mas o suficiente para entrar, com folga, para a história do rock, com clássicos como "Hey Joe", "Foxy lady" e "Fire".

*****

Hum, agora posso falar um pouco de Copa do Mundo? Prometo que está acabando. Aí, eu só volto a falar disso em 2014, na Copa do Brasil (imagina a roubalheira que não vai ser essa Copa aqui, hein?). Bom, ontem eu falei sobre a final da Copa de 1990, umas das mais chatas de todos os tempos. Mas hoje eu vou falar sobre A mais chata de todos os tempos. Ela ocorreu há exatos quatro anos. Foi a final França x Itália na Copa de 2006, na Alemanha. Êta, jogo chato. Só duas coisas se salvaram naquele dia: uma bebedeira história com um amigo meu e a cabeçada do Zidane. Tirando isso, pouco se viu de bom no campo. Estava torcendo para Zidane (não para a França). Mas Zidane se aposentou pela porta dos fundos. Uma pena. Mas, para mim, ele ainda é um dos cinco maiores craques de todos os tempos, ao lado de Pelé, Cruyff, Beckenbauer e Maradona.



*****

Agora vou voltar para o rock internacional. Mais especificamente para um dos caras que mais sabe fazer rock atualmente. Ele trabalha que nem um corno com as suas três bandas: White Stripes, Raconteurs e Dead Weather. Tudo bem, a fama veio no White Stripes, ao lado de Meg White, mas as suas outras bandas são animais também. O último álbum do Dead Weathers, "Sea of cowards", talvez seja o grande lançamento de 2010 so far. E o documentário que ele fez ao lado de The Edge e Jimmy Page, "It might get loud", é absurdo. E Jack White só tem 35 anos. Trinta e cinco anos, diga-se, completados hoje.



*****

E hoje tem festa no Rock Brasil também. Charles Gavin, ex-baterista dos Titãs, completa 50 anos. Nascido a 09 de julho de 1960, Gavin fez história na bateria dos Titãs, mas, infelizmente, desligou-se da banda faz alguns meses. Mas isso não é de todo ruim. Além de bom baterista, Gavin sempre fez um importante trabalho de relançamento de álbuns importantes da MPB em CD. Muito jovem descobriu os Secos & Molhados graças ao relançamento dos dois álbuns da banda, tudo coordenado por Charles Gavin. E eu também perdi a conta de quantos discos fantásticos conheci por causa dele. Apesar da eterna crise da indústria fonográfica, tomara que Gavin possa nos presentear com essas pérolas. A Música Popular Brasileira agradece.



*****

Da música brasileira para o genuíno rock n' roll, agora vou falar um pouco de Bon Scott, ex-vocalista do AC/DC. Uma das maiores vozes do rock, Scott emprestou a sua voz para canções como "Highway to hell", "Let there be rock", "The jack", "Whole lotta Rosie", "T.N.T.", entre várias outras. Doidaço, o cara morreu aos 33 anos, de tanto beber - a causa oficial da morte é "envenenamento alcoólico agudo". E eu falo aqui em Bon Scott porque, se vivo fosse (Hahaha...), ele hoje estaria completando 64 anos de idade. Mas alguém aí me responda: já imaginou Bon Scott com 64 anos de idade? Hahaha...



*****

"Para viver um grande amor, preciso é muita concentração e muito siso, muita seriedade e pouco riso — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor, mister é ser um homem de uma só mulher; pois ser de muitas, poxa! é de colher... — não tem nenhum valor.

Para viver um grande amor, primeiro é preciso sagrar-se cavalheiro e ser de sua dama por inteiro — seja lá como for. Há que fazer do corpo uma morada onde clausure-se a mulher amada e postar-se de fora com uma espada — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor, vos digo, é preciso atenção como o "velho amigo", que porque é só vos quer sempre consigo para iludir o grande amor. É preciso muitíssimo cuidado com quem quer que não esteja apaixonado, pois quem não está, está sempre preparado pra chatear o grande amor.

Para viver um amor, na realidade, há que compenetrar-se da verdade de que não existe amor sem fidelidade — para viver um grande amor. Pois quem trai seu amor por vaidade é um desconhecedor da liberdade, dessa imensa, indizível liberdade que traz um só amor.

Para viver um grande amor, 'il faut' além de fiel, ser bem conhecedor de arte culinária e de judô — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor perfeito, não basta ser apenas bom sujeito; é preciso também ter muito peito — peito de remador. É preciso olhar sempre a bem-amada como a sua primeira namorada e sua viúva também, amortalhada no seu finado amor.

É muito necessário ter em vista um crédito de rosas no florista — muito mais, muito mais que na modista! — para aprazer ao grande amor. Pois do que o grande amor quer saber mesmo, é de amor, é de amor, de amor a esmo; depois, um tutuzinho com torresmo conta ponto a favor...

Conta ponto saber fazer coisinhas: ovos mexidos, camarões, sopinhas, molhos, strogonoffs — comidinhas para depois do amor. E o que há de melhor que ir pra cozinha e preparar com amor uma galinha com uma rica e gostosa farofinha, para o seu grande amor?

Para viver um grande amor é muito, muito importante viver sempre junto e até ser, se possível, um só defunto — pra não morrer de dor. É preciso um cuidado permanente não só com o corpo mas também com a mente, pois qualquer 'baixo' seu, a amada sente — e esfria um pouco o amor. Há que ser bem cortês sem cortesia; doce e conciliador sem covardia; saber ganhar dinheiro com poesia — para viver um grande amor.

É preciso saber tomar uísque (com o mau bebedor nunca se arrisque!) e ser impermeável ao diz-que-diz-que — que não quer nada com o amor.

Mas tudo isso não adianta nada, se nesta selva oscura e desvairada não se souber achar a bem-amada — para viver um grande amor."

("Para viver um grande amor" - Vinicius de Moraes)



*****

"A morte - o desamparo extremo - sempre foi o grande medo de Vinicius de Moraes. Ele atravessou a vida lutando contra a sombra da morte. Esse era, talvez, o seu segredo. Aquilo que o fez inundar seu corpo em álcool para poder chorar. Aquilo que o levou a se casar nove vezes, para não deixar escapar nenhuma gota do amor. Aquilo que o levou a viajar sem parar para não se tornar prisioneiro de lugar algum. De seu primeiro verso, em 'Místico' - 'O ar está cheio de murmúrios misteriosos' -, ao que pode ser considerado o último traço do poeta, conforme seu desejo, em 'O deve e o haver' - 'Ela me virá abrir a porta como uma velha amante/ Sem saber que é a minha mais nova namorada' -, é a morte, e não a vida, que está em ação. Vinicius de Moraes viveu, amou, escreveu, cantou, para fugir da morte. Para negá-la. Todos fazemos o mesmo. Mas só um de nós se chamou Vinicius de Moraes." ("Vinicius de Moraes - O poeta da paixão - Uma biografia", José Castello, p.429)

Hoje faz 30 anos que Vinicius de Moraes morreu.