3 de jul de 2010

Vince Clarke, Brian, Jim, Foo Fighters, Back To The Future, Rensenbrink, Vaselines, Rappa, Killers, Linkin Park, PVC & André Kfouri

O LIVRO DA SEMANA: Vocês sabem que estou em clima de Copa, então, estou aproveitando para ler algumas coisas de futebol, quando tenho algum tempo livre - ou durante algum jogo muito chato. E o livro do momento é "Os 100 melhores jogadores brasileiros de todos os tempos", de André Kfouri e Paulo Vinicius Coelho, e com prefácio escrito pelo grande José Trajano. O título já é auto-explicativo, ou seja, o livro apresenta perfis de cem grandes jogadores brasileiros, escolhidos através de votação na internet, em abril de 2009. Tem para todos os gostos: dos obrigatórios Zico, Ronaldo e Pelé aos menos conhecidos (dos mais novos) Canhoteiro, Evaristo, Julinho e Mengálvio. O que eu mais gostei do livro é a leveza dos seus textos. Cada jogador ocupa duas páginas (com direito a ótimas ilustrações de Fraga), e os textos do PVC e do André são concisos e fogem do teor enciclopédico chato. Ao mesmo tempo, eles são muito informativos. Só que, ao invés de amontoar um bando de números e anos, os autores optaram por contar pequenas histórias com alguns números no meio (até mesmo porque futebol sem número não dá). Ou seja, são textos gostosos de ler. Fico muito feliz com essa parceria da ESPN com a Ediouro. Tomara que outros livros saiam. Que tal um "Os 100 maiores jogadores estrangeiros de todos os tempos"? E que tal um livro escrito pelo José Trajano? Ih, aí acho que já seria pedir demais...

*****

O Linkin Park anunciou hoje que o seu novo single, "The catalyst", chegará às lojas no dia 02 de agosto. Já o álbum "A thousand suns" deve ser lançado em setembro. O último álbum da banda foi "Minutes to midnight" (2007). O Brasil será um dos primeiros países a ver o novo show do Linkin Park, no festival SWU Music and Arts, que acontecerá entre os dias 09 e 11 de outubro, em Itu, São Paulo.

*****

Acabo de ler no NME que o The Killers vai se reunir para fazer um show amanhã na Casa Branca, por conta das comemorações do dia da Independência dos Estados Unidos. A banda teria sido convidada pelo presidente Barack Obama e topou se reunir, independente do hiato, com os seus integrantes a frente de outros projetos. A apresentação será em homenagem aos militares norte-americanos. "Nós nunca poderíamos pagar os serviços e os sacrifícios dessas pessoas pelo nosso país. Fazer esse show para eles e seus familiares no dia do aniversário da América será um grande prazer", disse Brandon Flowers. O show será transmitido ao vivo pelo site da Casa Branca, mas não encontrei em lugar nenhum (nem no site, nem no NME e nem em nenhum outro site) o horário. Por isso, os fãs devem ficar atentos.

*****

A vencedora do sorteio do DVD "Ao vivo", d'O Rappa, é Izabela Freitas. Entrarei em contato por e-mail com a vencedora, e agradeço a todos os que participaram da promoção. Em breve farei sorteio de alguma outra coisa.

*****

Para os fãs de Philip Roth (eu! eu! eu!), uma entrevista simplesmente fantástica feita por Lucia Guimarães, do Estado de S. Paulo.

*****

UMA MÚSICA PRO FINAL DE SEMANA: "Jesus wants me for a sunbeam", The Vaselines.



*****

Os fãs do Foo Fighters podem tirar a poeira do primeiro CD da banda ("Foo Fighters"), que deve estar meio encostadão na prateleira e colocá-lo para rodar a todo volume. Isso porque, amanhã, vai fazer 15 anos que "Foo Fighters" chegou às lojas. E olha só a relação de faixas desse álbum: "This is a call" (abaixo), "I'll stick around", "Big me", "Alone + Easy target", "Good grief", "Floaty", "Weenie Beenie", "Oh, George", "For all the cows", "X-Static", "Wattershed" e "Exhausted". Começaram bem, né?



*****

E já que hoje foi dia de goleada na Copa do Mundo, lembro aqui que amanhã fará 90 anos da maior goleada da história do clássico Corinthians x Santos. Sabe quanto terminou o jogo? Onze a zero para o Corinthians! Imagina uma coisa dessas acontecer nos dias de hoje?

*****

Agora vamos partir para as comemorações de amanhã, dia 04 de julho, o dia da Independência dos Estados Unidos. E o que tem de bom, hein? Vamos continuar no futebol? Bom, quem lê esse blog sabe que eu estava torcendo para a Argentina nessa Copa. Mas, depois da goleada incontestável da Alemanha hoje, não dá nem para ficar triste. (Ainda mais se formos levar em consideração que essa mesma Alemanha despachou a seleção inglesa de goleada também.) Engraçado que em 1954 e em 1974, quando ganhou a Copa pelas primeiras duas vezes, a Alemanha nunca era a favorita. Em 1974, ganhou da favoritíssima Holanda, que contava com craques como Cruyff, Rensenbrink (logo aí embaixo), Kroll, Neeskens, Rep e de Jong. Em 54, para levantar a taça, teve que bater o timaço húngaro de Puskás, Czibor, Kocsis e Hidegkuti. E amanhã, dia 04 de julho de 2010, fará 56 anos que a Alemanha (à época, Ocidental) detonou essa seleção e foi campeã do mundo pela primeira vez, com craques como Turek, Liebrich, Morlock, Schäfer e Fritz Walter.



*****

Quem torceu para a seleção do Dunga não deve estar querendo ver nem uma laranja lima na frente. Mas hoje quero lembrar aqui do aniversário (63 anos) de um dos grandes craques da "Laranja Mecânica", geração 74/78: Rob Rensenbrink. Pela Holanda, ele foi vice-campeão nas duas Copas do Mundo e terceiro colocado na Eurocopa 1976. Nas Copas, marcou seis gols (um em 74 e cinco em 78), inclusive o de número mil das Copas, contra a Escócia, em 1978.



*****

Agora eu vou falar de cinema. E do filme que mais marcou a minha infância ever: "De volta para o futuro". Olha, vou dizer que perdi as contas de quantas vezes vi esse filme, especialmente o primeiro. Posso dizer que foi umas 30, e mesmo assim, estarei sendo modesto. Meu sonho era ser Marty McFly (Michael J. Fox) e ter um amigo que nem o Dr. Emmett Brown (Christopher Lloyd). Vou dizer que, quando revejo o primeiro filme, sempre fico arrepiado com aquela cena que o cientista se levanta após ser baleado. O dois também é muito legal, com a viagem para o futuro. Mal imaginávamos que aquele futuro, de fato, chegaria tão rapidamente. O três, no velho oeste, eu acho o mais caído, mas, mesmo assim, revendo-o uns três anos atrás, eu gostei bastante. Pena que não teve continuação. Se bem que, pensando melhor, ainda bem que não teve. Corria o risco de ficar chato e repetitivo. Ah, e antes que eu me esqueça, hoje faz 25 anos da estreia do primeiro "De volta para o futuro".



*****

Outro que foi lá pra cima no dia 03 de julho foi Jim Morrison, vocalista do The Doors. Jim morreu no dia 03/07/71 dentro da banheira de sua casa, em Paris. Ninguém tem certeza sobre os motivos da morte do cantor e compositor. Drogas? Assassinato? A única certeza é a falta que ele faz mesmo. Com o The Doors, compôs grandes clássicos e entrou para a história do rock. Assim como Brian Jones, Jim morreu aos 27 anos de idade.



*****

O dia 03 de julho ficou muito marcado para o rock, mas para um lado ruim. Duas das grandes lendas - lendas mesmo, sem exagero - do rock partiram dessa para melhor no dia 03 de julho. O primeiro foi Brian Jones, guitarrista dos Rolling Stones, que foi encontrado afogado na piscina de sua casa em 03/07/69. (Na mesma residência morou o escritor A. A. Milne, o criador do Ursinho Pooh.) Jones gravou com os Stones alguns dos grandes álbuns da banda entre 1964 e 69, como "Out of our heads" (65), "Aftermath" (66), "Beggar's banquet" (68) e "Let it bleed" (69). Nesse último, ele já não tinha mais condição de continuar na banda, por conta de seu vício em todo tipo de droga, e acabou substituído por Mick Taylor.



*****

E hoje tem um cara muito bacana fazendo 50 anos: Vince Clarke. Os fãs do Erasure e do Depeche Mode o conhecem muito bem. Clarke foi um dos fundadores do Depeche Mode, e compositor dos principais sucessos iniciais do conjunto, como "New life" e "Just can't get enough". Quando a banda começou a fazer sucesso, Clarke pulou fora e formou o Yazoo e, após, o The Assembly. Em 1985, finalmente, ao lado de Andy Bell, formou o Erasure, que fez muito sucesso no final da década de 80 e início de 90.



*****

Bom dia, povo! O que temos para o sabadão de sol além da derrota da Argentina, hein? Hoje, dia 03 de julho, é o Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial. Foi nesse mesmo dia, no ano de 1951, que foi aprovada a Lei nº 1.390, também conhcida como Lei Afonso Arinos, através da qual foi instituído o crime de racismo.