8 de jun de 2010

Schumann, Nancy, Hucknall, Seu Jorge, Irmãos Coragem, Gremlins, Lanois, Plant, Snow Patrol, Strokes, Mt. Desolation, Gaga, Mombojó, Dio

O ÚLTIMO SOPRO DO DRAGÃO: Abaixo, cenas filmadas por um fã durante o último show de Dio, em Atlantic City, no dia 29 de agosto.



*****

Já viram o trailer de "Separado!", documentário produzido pelo doidaço Gruff Rhys (Super Furry Animals e Neon Neon) sobre a Patagônia? Olha, das duas, uma: ou esse doc é bom pra cacete ou uma verdadeira bosta. Não tem erro.



*****

UM PRESENTE DO MOMBOJÓ: Em parceria com o poratl UOL, o Mombojó disponibilizou para download gratuito o seu novo álbum, "Amigo do tempo". O CD só chega às lojas no dia 19 deste mês. O último trabalho da banda foi "Homem Espuma" (2006). Novos tempos... O álbum pode ser baixado aqui.

*****

Alguém ainda não viu??



*****

Já falei aqui do Mt Desolation, banda que junta integrantes de outros conjuntos como The Killers (Ronnie Vannucci), Mumford & Sons (Winston Marshall), Keane (Tim Rice-Oxley)e Noah And The Whale's (Tom Hobden), além do baixista Jesse Quin. Pois bem, o Mt Desolation disponibilizou para os seus fãs, a música "State of affairs", que pode ser baixada no blog da banda. Já poupamos o seu trabalho, e ela está aí embaixo. Achei interessante, ficou bonita, épica, vocais bacanas... Enfim, tire as suas conclusões. O álbum será lançado no final do ano.



*****

Finalmente. Os Strokes estão de volta! Ou não...

*****

O Snow Patrol promete novo álbum somente para o ano que vem. O sucessor de "A hundred million suns" (2008) ainda não tem título. "Definitivamente no próximo ano, mas não sei exatamente quando, mas entre fevereiro e julho. Já vamos gravar algo em outubro desse ano", disse o baterista Jonny Quinn ao Daily Record.

*****

Robert Plant disponibilizou detalhes de seu novo álbum, que chegará às lojas no dia 13 de setembro. O nome do álbum será "Band of joy" (capa acima), e será lançado pelo selo Rounder Records, selo de Paul McCartney. Esse é o primeiro álbum de Plant desde "Raising sand", gravado em parceria com a cantora Alison Krauss, e que faturou tudo que foi prêmio. As faixas do disco produzido por Buddy Miller e pelo próprio Robert Plant são as seguintes: "Angel dance", "House of cards", "Central two-o-nine", "Silver rider", "You can't buy my love", "I'm falling in love again", "The only sound that matters", "Monkey", "Cindy, I'll marry you one day", "Harms swift way", "Satan your kingdom must come down" e "Even this shall pass away".

*****

A bruxa está solta lá pro lado do U2. Depois do acidente com Bono, agora é a vez do produtor Daniel Lanois (que também trabalhou com Bob Dylan, no clássico dos clássicos "Time out of mind", de 1997) também se machucar. Ele está internado em Los Angeles por conta de um acidente de moto. Lanois se encontra na UTI desde sábado, dia 05/06. Sofreu ferimentos, mas não corre risco de morte. Ele ficará em recuperação pelos próximos dois meses, de acordo com comunicado distribuído à imprensa.

*****

Passando da televisão para o cinema, essa aqui vai especialmente para o pessoal dos 30 e poucos anos. Sabe qual filme estreava no dia 08 de junho de 1984? Vou dar uma dica: é um filme de uns bichinhos muito fofinhos... Hehehe...



*****

E olha só que coincidência: no dia em que Seu Jorge nasceu, estreava na televisão brasileira uma das novelas de maior sucesso de todos os tempos. "Irmãos Coragem" foi produzida pela Rede Globo, e durou até o dia 12 de junho de 1971. A autoria é de Janete Clair, e a direção de Daniel Filho e Milton Gonçalves. No total, foram 328 capítulos. A novela contava a história de três irmãos (João, Duda e Jerônimo) que viviam na cidade de Coroado, no interior de Goiás. O elenco era de respeito, veja só: Tarcísio Meira, Dorinha Duval, Claudio Marzo, Claudio Cavalcanti, Glória Menezes, Regina Duarte, Zilka Salaberry, entre outros. Em 1995, a Globo passou um remake de "Irmãos Coragem", mas não teve a mínima graça.



*****

E aqui no Brasil também tem gente boa fazendo aniversário. No dia 08 de junho de 1970, nascia Jorge Mário da Silva. Quem? Seu Jorge, ora. Ele fez de tudo um pouco: foi office-boy, borracheiro, marceneiro, sem-teto, até ter a sua primeira chance, descoberto por Paulo Moura. Depois, foi só partir para o abraço, seja no Farofa Carioca ou na carreira solo. Foram quarenta anos bem vividos, pelo jeito.



*****

Ah, e hoje tem mais gente muito bacana fazendo aniversário. Mick Hucknall, mais conhecido como o-vocalista-do-Simply-Red, completa hoje 50 anos. É, filho, daqui a pouco, esse cabelo ruivo não vai esconder a idade não, viu? Bom, eu sou fã do Simply Red desde os meus oito, nove anos de idade, quando vi o seu show no primeiro Hollywood Rock. Achei (e ainda acho) fantástico um branquela de Manchester cantar que nem um negão da Carolina do Sul. Até hoje, quando o Simply Red pinta por aqui, eu vou atrás. E o "Stars", na minha opinião, é um dos grandes álbuns da década de 90.



*****

E Frank Sinatra deve estar feliz lá no céu. Hoje, a sua filha Nancy Sinatra completa 70 anos de idade. Nancy pode até ser mais conhecida como a filha de Frank Sinatra, mas a moça tem talento. Gravou músicas bacanas, como o hino do movimento feminista "These boots are made for walkin'" e "Bang Bang", que uns 30 anos após a sua gravação, foi fazer parte da trilha sonora do filme "Kill Bill" de Quentin Tarantino. Um de seus fãs mais fiéis atende pelo nome de Steven Patrick Morrissey.



*****

E aproveitando essa maresia do oceano, por onde começaremos esse 08 de junho, hein? Hoje nós temos uma coisa bem lesgal pra comemorar. Sabe o que que é? Hein? Hein? Hoje celebramos o bicentenário do grande Robert Schumann, o expoente do alto romantismo alemão. Escritor, crítico musical e louco, Schumann transitou entre a literatura e a música até se decidir pelo piano. A principal fatia da obra de Schumann é a produzida no início de sua carreira, e dedicada ao piano, como, por exemplo, "Carnaval" (1835), uma das peças prediletas de Nelson Freire, e as "Kinderszenen" (ou "Cenas infantis", de 1838). A sua 1ª sinfonia, a "Primavera" data de 1841. A quarta, e última, foi escrita em 1841. Mas, na minha opinião, a obra-prima do compositor alemão é o Concerto para piano e orquestra em lá menor, de 1845. A primeira parte dele, com Martha Argerich, está logo abaixo.



*****

Bom dia, pessoas queridas! Como estamos? E não é que esse solzinho que bate aqui no Rio de Janeiro até que me deixou animado? Eu acho que é porque hoje é o dia do oceano. E ele brilha aqui na frente. Depois ainda vem gente me dizer que não acredita em milagre...