1 de jun de 2010

Cazuza & Lobão, Peninha, Alanis, a-Ha, Mengão, Mutantes, George Israel, Rush, Stones, Ney, MSP, Renée & Muse, Gadú, Oasis, She & Him, DMB, Neil, Homer

Parabéns, Homer. Cada dia que passa, gosto mais de você.

*****

Quem também tem mostrado canções inéditas em seus shows é Neil Young. Por enquanto, já foram cinco. E vocês querem ver os vídeos? Hein? Hein? É só clicar aqui.

*****
Abaixo, a outra música que o Rush lançou hoje. "BU2B" também fará parte do próximo álbum do grupo, "Clockwork angels". Difícil dizer qual a melhor, "BU2B" ou "Caravan"...



*****

A Dave Matthews Band começou nesse final de semana a sua turnê de verão pelos Estados Unidos, em Hartford. No roteiro, os sucessos de sempre ("Ants marching", "#41", "Grey street"), músicas do último disco ("Rye whiskey" e "Shake me like a monkey"), e - surpresa! - raridades, como "Break for it" (das sessões de "Busted stuff", e nunca apresentada ao vivo pela banda), além de músicas que a banda não tocava havia muito tempo, como "Busted stuff" e "Kit Kat jam". O repertório completo da apresentação foi o seguinte: "JTR", "Seven", "Hello again", "Spaceman", "Proudest monkey", "Satellite", "Funny the way it is", "Rye whiskey", "Shake me like a monkey", "Busted stuff", "Kit Kat jam", "#41", "Grey street", "You and me", "Dancing nancies", "Too much" e "Ants marching". No bis, a citada "Break for it" e o encerramento com "You might die trying". Abaixo, um vídeo tosco (mas bacana) de "Break for it".



*****

Olha só que lindinho o She & Him atacando com "Fools rush in".



*****

Eu quero um desse...


*****

"A separação do Oasis foi melhor para todo mundo." (Liam Gallagher em entrevista ao New York Times. Foi melhor para os fãs também?)

*****

Eu gosto muito de ler o site português Blitz. As suas resenhas são muito bem escritas. Mas hoje, eles deram uma pisada braba na bola. Disseram que o heavy metal completa 40 anos hoje, por conta do lançamento do primeiro álbum do Black Sabbath, considerado o primeiro do gênero. Acontece que o disco saiu no dia 13 de fevereiro de 1970. Não entendi nada!

*****

Já imaginou tipo uma Nana Caymmi gravando uma música dos Móveis Coloniais de Acaju? Ou Gal Costa cantando o novo sucesso do Charlie Brown Jr.? Difícil, né? Na semana que vem, vai sair um CD nos Estados Unidos mais ou menos desse tipo. A soprano Renée Fleming, diva da ópera, acostumada a se apresentar no Met de Nova York e no Covent Garden de Londres, vai lançar um CD com músicas de... rock! No roteiro, Peter Gabriel, Death Cab For Cutie, Jefferson Airplane, Band of Horses, Muse... Estou curioso para ouvir esse álbum todo. Tenho a impressão que vai ser todo errado. Os fãs do Muse já podem tirar alguma conclusão com "Endlessly".



*****

Os Manic Street Preachers divulgaram detalhes de seu novo álbum, "Postcards from a young man", que será lançado no Reino Unido, no dia 29 de setembro. O líder James Dean Bradfield prometeu ao NME que o álbum terá "big radio hits", ao contrário do anterior, o difícil "Journal for plague lovers". A partir do dia do lançamento, a banda seguirá em turnê de 23 shows pelo Reino Unido. A capa do disco ainda não foi divulgada.

*****

#medo: Paul McCartney e sua trupe foram atacados por um grupo, logo após um show na Cidade do México, na última sexta-feira. Segundo as reportagens que saíram nos sites britânicos, o ex-Beatle ficou "horrorizado" com o ataque. Os integrantes da tal gangue cercaram o ônibus de Paul e ficaram pulando em cima dele. A polícia chegou, e todo mundo fugiu. Que loucura!

*****

Bacaníssima a participação surpresa de Ney Matogrosso no Fashion Rio, durante o desfile da grife Blue Man. Pelo menos é algo interessante nesses eventos chatérrimos de moda.



*****

A história de "Exile on main st", dos Rolling Stones pelo professor Jamari França. Vale muito a pena dar uma lida.

*****

Putz, que música nova é essa do Rush? Pelo jeito, eles resolveram comemorar os 35 (ou 36) anos de carreira fonográfica da melhor forma possível. A bateria de Neil Peart estronda, a guitarra de Alex Lifeson está encorpadaça e o baixo e a voz de Geddy Lee é melhor nem falar nada. Essa "Time machine tour", com a íntegra do "Moving pictures" (1981) será absurda. E a gente estará em algum show dessa turnê. Aguardem.



*****

A BOA DE AMANHÃ: Véspera de feriado, a boa para os cariocas é a gravação do DVD de George Israel, no Canecão. A gravação, que foi adiada no mês passado por conta de problemas na casa de espetáculos, agora acontece pra valer. George vai receber convidados como Ney Matogrosso, Elza Soares, Pepeu Gomes e Leo Jaime, para interpretar músicas feitas em parceria com Cazuza. Não vou perder esse show. (Para mais detalhes, clique na imagem acima.)

*****

ANTES TARDE...: A gravadora Coqueiro Verde vai prestar um serviço ao país nesse mês. Chegará às lojas nos próximos dias a edição nacional do álbum "Haih... or amortecedor...", dos Mutantes. O CD já foi lançado lá fora faz um ano. Mas aqui no Brasil, até agora, chongas. A Coqueiro Verde promete quatro faixas extras na edição nacional. Aguardemos!

*****

E para terminar as comemorações de hoje, vamos partir para o cinema. Um dos filmes mais bizarros que já vi foi "O vingador do futuro", com Arnold Schwarzenegger (que, aliás, descobri ontem, é nome de estádio de futebol na Áustria). E hoje faz 20 anos de sua estreia. Na boa, se quiser rir um pouquinho, baixe esse vídeo (ou pegue na locadora). Dá uma sacada no trailer...



*****

Ainda no futebol, só que falando de Copa do Mundo: o primeiro Mundial que curti foi o de 1986 (tinha 6/7 anos). Eu em lembro bem do jogo de estreia do Brasil contra a Espanha, no dia 01º/06/86. Não marcaram um gol legítimo da Espanha, depois anularam um brasileiro, e, finalmente, Sócrates marcou o gol da nossa vitória. Mas o que me marcou mesmo foi que, antes de o jogo começar, ao invés do Hino Nacional, o que saiu dos alto falantes do estádio Jalisco, foi o Hino à Bandeira. Em sinal de protesto, a seleção foi tirar a foto no meio do Hino. Em tempos de Sócrates, essas coisas eram possíveis...



*****

Agora vamos falar um pouco de futebol? Alô flamenguistas: hoje faz 30 anos que o Mengão foi campeão brasileiro em cima do Atlético-MG. Quase 155 mil pessoas viram ao vivo o 3 a 2 histórico, no Maracanã, com gols de Nunes (2), Zico e Reinaldo (os dois do Galo). Olha só a seleção do Flamengo: Raul; Toninho, Manguito, Marinho e Júnior; Andrade, Paulo César Carpegiani (Adílio) e Zico; Tita, Nunes e Júlio César. O técnico era Cláudio Coutinho. Trinta anos depois, Zico está de volta ao Flamengo. Vamos ver no que vai dar...



*****

E hoje também comemoramos os 25 anos do álbum de estreia do a-Ha. "Hunting high and low" chegou às lojas no dia 01º de junho de 1985. Até hoje, é considerado pela maioria dos fãs, o melhor álbum da banda norueguesa. Estou nesse grupo. Acho que, infelizmente, o a-Ha não conseguiu superar músicas como "The sun always shines on TV", "Take on me" e a faixa-título. No final do ano, a banda fará uma apresentação em Londres, na qual apresentará a íntegra de "Hunting high and low". Tomara que façam um DVD.

*****

E hoje, dia 01º de junho, além de ser o Dia da Imprensa, também comemoramos o aniversário de Alanis Morissette, que nasceu em 1974, em Ottawa, Canadá. Alanis já tem 11 álbuns no currículo (incluindo os ao vivo e as coletâneas), e explodiu mesmo em 1995, quando lançou o bom "Jagged little pill". De lá para cá, os seus sucessos são numerosos (assim como as suas passagens pelo Brasil). Somente para citar alguns: "Head over feet", "Thank you", "Uninvited", "Ironic", "You learn", "You oughta know", "Hands clean", "Hand in my pocket"... Pois é, foram vários...



*****

Então vamos sair do sonho diretamente para a vida real e falar um pouco do Peninha, do Barão Vermelho. O percussionista mais doidão (no melhor sentido da palavra) do Brasil completa 50 anos hoje! Eu me lembro que quando era bem pequeno, e meu pai me levava aos shows do Barão no Canecão ou no Imperator, o Peninha me intrigava: bebia e fumava o show inteiro, além de ficar batucando a percussão. Lógico que queria ser ele. Aí, alguns anos depois, vi uma entrevista com ele, e perguntaram: "qual o melhor momento do show do Barão para você?". Peninha respondeu: "'Amor, meu grande amor', porque posso ir para o camarim e não fazer nada". Esse é o Peninha que eu conheço! Hahaha...



*****

Muito bom dia pessoal! E, olha, que diazinho, hein? Chuva chata, frio do cão... Pular da cama foi difícil... E tive um sonho tão estranho essa noite. Saca só: primeira edição do Hollywood Rock, em 1988, e o Cazuza e o Lobão fizeram um show em dupla. Eu sonhei que estava vendo os melhores momentos desse show em um velho videocassete. Foram 63 minutos de apresentação (pelo menos era o que o vídeo marcava ao final do show), e me lembro de algumas músicas: "Mal nenhum" (a primeira), "O nosso amor a gente inventa" (a última do show), "Só as mães são felizes", "Cena de cinema" e uma versão acústica de "Bete Balanço". Sim, nessa noite, vi um dueto de Cazuza e Lobão em "Bete Balanço". Hahaha... A única pessoa do mundo, certamente. Cazuza estava vestido de calça jeans e uma camisa branca de botões, sem manga. Já Lobão estava de bermuda e camiseta pretas. Em suma, vi um showzaço, não saí de casa (na verdade, não saí nem da minha cama) e não paguei nada. Sonho doido, não? Pena que não deu pra filmar um pouco e colocar aí embaixo para vocês.

Um comentário:

Wayne R. disse...

Opa! Falando de a-ha eu tô por aqui!