13 de set de 2010

Beatles, Zak Starkey, Bruce Springsteen, Quase Famosos, Pedro de Lara, Elton John+Leon Russell, Queen, Scott Weiland, Flaming Lips, Coldplay, U2

Composta durante as sessões de "How to dismantle an atomic bomb" (2005), "Mercy" nunca havia sido apresentada pelo U2 durante um show. Mas ontem, debaixo, de chuva, a banda fez a estreia de "Mercy" em Zurique, na Suíça. O vídeo abaixo foi o melhor que achei no YouTube.



*****

ADIADO: O Coldplay confirmou o adiamento do lançamento de seu novo álbum. Previsto para sair pouco antes do Natal, Chris Martin disse ao site Undercover que não existe a possibilidade de o novo material chegar às lojas antes do início do ano que vem. A banda poderia "aproveitar" esse atraso e lançar um BD/DVD da "Viva la vida Tour", que passou pelo Brasil no início do ano.

*****

O Flaming Lips participou da última edição do The Black Cab Sessions - uma série de vídeos online, na qual artistas interpretam alguma música no banco trasieor de um taxi (?!?). A canção escolhida foi "I can be a frog". E só faltou mesmo Wayne Coyne entrar dentro de uma bola gigante trasparente e sair deslizando por aí...

*****

Robbie Williams e Gary Barlow se reencontraram no palco 15 anos após o primeiro ter deixado o Take That. A reunião aconteceu ontem, durante um show beneficente no estádio de Twickenham, em Londres. Os dois cantaram juntos a canção "Shame", que sairá na próxima coletânea de Williams.



*****

PROIBIDO PARA MENORES: Assim como fizera Ozzy Osbourne, Scott Weiland também vai compartilhar as suas loucuras com o público. O vocalista do Stone Temple Pilots agendou para março do ano que vem o lançamento de sua autobiografia, que se chamará "Not dead & not for sale". O livro está sendo escrito em parceria com o escritor David Ritz, que também trabalhou nas autobiografias de Marvin Gaye, Aretha Franklin e Ray Charles.

*****

Também está marcado para o dia 19 de outubro o lançamento da quarta e última caixa com os singles do Queen. Como já era esperado, esse quarto box seguirá o mesmo esquema dos três anteriores, com os CDs embalados em capinhas, como se fossem réplicas de vinil dos originais. Nesse box, haverá os últimos 13 singles da banda, compreendidos entre o período de 1989 a 1999. As faixas são as seguintes:

CD Single 1
1. "The miracle"
2. "Stone cold crazy" (Live)

CD Single 2
1. "Innuendo"
2. "Bijou"

CD Single 3
1. "I'm going slightly mad"
2. "The hitman"

CD Single 4
1. "Headlong"
2. "All god's people"

CD Single 5
1. "The show must go on"
2. Queen Talks

CD Single 6
1. "Bohemian rhapsody"
2. "These are the days of our lives"

CD Single 7
1. "Heaven for everyone" (Single Version)
2. "It's a beautiful day"

CD Single 8
1. "A winter's tale"
2. "Rock in Rio blues"

CD Single 9
1. "Too much love will kill you"
2. "I was born to love you"

CD Single 10
1. "Let me live"
2. "We will rock you" (Live)
3. "We are the champions" (Live)

CD Single 11
1. "You don't fool me" (Edit)
2. "You don't fool me" (Album Version)

CD Single 12
1. "No-one but you (Only the good die young)"
2. "We will rock you" (The Rick Rubin 'Ruined' Remix)
3. "The prize" (Instrumental Remix for 'The eye')

CD Single 13
1. "Under pressure" Rah Mix (Radio Edit)
2. "Under pressure" (Mike Spencer Remix)
3. "Under pressure" (Live At Knebworth)

*****

Essa aí acima é a capa do novo álbum de Elton John (em parceria com Leon Russell), "The union". Previsto para chegar às lojas no dia 19 de outubro, o álbum conta com 14 faixas, incluindo o single "If it wasn't for bad" (abaixo), já lançado virtualmente. Além da edição simples do CD, sairá uma outra com um DVD bônus que trará um documentário sobre a gravação do disco, dirigido por Cameron Crowe. A relação de faixas de "The union" é a seguinte: "If it wasn't for bad", "Eight hundred dollar shoes", "Hey Ahab", "Gone to Shiloh", "Jimmie Rodgers' dream", "There's no tomorrow", "Monkey suit", "The best part of the day", "A dream come true", "When love is dying", "I should have sent roses", "Hearts have turned to stone", "Never too old (To hold somebody)" e "The hands of angels".



*****

Hoje eu também quero lembrar do Pedro de Lara. Quem cresceu nos anos 80 não passou imune a Pedro de Lara. Sinceramente, morria de medo dele. Não sei porque... Hahaha... Na época, achava que ele era muito mau com os calouros. Hoje, eu vejo que ele era o mais realista. A acidez de Pedro de Lara deixa saudade. Ele morreu no dia 13 de setembro de 2007, vítima de câncer no reto.



*****

Agora eu quero falar um pouco de cinema. Mas sem fugir muito da música. Sabe aquelas listinhas que a gente fica fazendo dos melhores filmes da nossa vida? Pois bem. Não sei dizer exatamente quais são os meus dez mais. Mas tenho certeza que incluiria o filme "Quase famosos" ("Almost famous") nessa lista. Dirigido por Cameron Crowe, o filme conta a história de um rapaz de 15 anos que começa a trabalhar na Rolling Stone, e acompanha a excursão de uma banda pelos Estados Unidos. Ou seja, realiza o sonho de qualquer moleque viciado em rock. Daí a identificação. E "Quase famosos", que ganhou o Oscar de melhor roteiro original em 2001, estreou exatamente no dia 13 de setembro de 2000. Isso, já se passaram dez anos...



PS. Que trilha sonora, não??

*****

Ah, ontem teve VMAs, né? A Lady Gaga estava fantasiada de açougue e ganhou oito troféus, blablablá... Acho que o Justin Bieber também ganhou alguma coisa, assim como o Jay-Z... Pelo menos foi o que andei lendo agora, porque não perdi um minuto do meu domingo vendo esse bando de lixo. Deveriam ter chamado o caminhão da Comlurb. Mas hoje faz 25 anos que Bruce Springsteen foi o principal vencedor do VMAs da MTV (edição de 1985). Ele faturou os prêmios de melhor vídeo de artista masculino ("I'm on fire") e melhor performance ao vivo (por "Dancing in the dark"). Como se pode notar, antigamente, esses prêmios eram mais pulverizados.



*****

Bom dia pessoal! E ae? Mais uma semaninha que inicia, né? Força, muita força... Bom, pelo menos a nossa semana começa com os Beatles. "Yesterday" foi lançado 35 anos atrás, exatamente no dia 13 de setembro de 1965. E, olha só que curioso, nesse mesmo dia, nascia Zak Starkey, filho de Ringo Starr, baterista dos Beatles. Zak seguiu os passos do pai, e, atualmente, é um dos bateristas mais requisitados no rock britânico. Em 2004, ele assumiu o posto de baterista do Oasis, e tocou também com Paul Weller. Não aguentou as brigas dos irmãos Gallagher, mas deixou a sua marca por lá. Antes disso, ele já tocava bateria no The Who, ocupando o posto de ninguém menos que Keith Moon.



*****