26 de ago de 2008

RAGE AGAINST THE MACHINE É ACUSADO DE USAR POLÍTICA PARA SE PROMOVER

A banda We Are Scientists, em entrevista à publicação inglesa New Musical Express, disse que o Rage Against The Machine emite opiniões políticas durante seus shows apenas para se exibir. As declarações foram feitas logo após a apresentação do grupo de Zach de la Rocha no festival de Reading, que aconteceu no fim de semana passado.

Na ocasião, o RATM subiu ao palco com os uniformes dos prisioneiros de Guantánamo, em uma clara crítica ao presidente George Bush.

Segundo Chris Cain, baixista do conjunto We Are Scientists, a performance do RATM foi “pretensiosa”. O vocalista Keith Murray também criticou: “A última pessoa de quem quero ouvir uma teoria é aquela cuja única virtude é o fato de saber tocar guitarra”. Entretanto, Murray, em seu discurso contraditório, acrescentou que acha positivo que as pessoas digam o que lhe passa pela cabeça e tentam fazer algo diferente.

2 comentários:

Diogo disse...

vai se fuder esse keith murray ai
maluco buxa
falando merda do RATM
banda de merda a dele

DeEoGo disse...

O que ele disse no fim é bom,

"Entretanto, Murray, em seu discurso contraditório, acrescentou que acha positivo que as pessoas digam o que lhe passa pela cabeça e tentam fazer algo diferente."

As palavras provocam mais destruição do que muita bomba, basta saber como usar. Isto é nada mais do que Rage, muito bom saber que um clássico nunca sai de moda.