8 de set de 2008

NOEL GALLAGHER É AGREDIDO POR FÃ DURANTE SHOW



Sempre criando polêmica pela imprensa, a banda Oasis, hoje, mas uma vez, está nas páginas de notícias culturais. Mas, desta vez, não foram os ingleses que deram motivo. Ontem, durante apresentação do grupo, no V Festival, o guitarrista Noel Gallagher foi empurrado e caiu no chão, no meio da música “Morning Glory”. O vídeo do exato momento da agressão está logo acima.

O incidente fez com que o Oasis abandonasse a apresentação durante quase dez minutos, fazendo com que muita gente pensasse que o show iria acabar por ali mesmo. Mas a banda acabou retornando ao palco para mostrar as seis canções que ainda restavam, dentre elas, “Don’t Look Back In Anger”, “Wonderwall” e a versão para “I Am The Walrus”, dos Beatles.

Segundo uma testemunha, a pessoa que empurrou Noel Gallagher estava na platéia e conseguiu subir até o palco. “Não havia convidados naquele lado do palco. Mas parece que ele estava muito próximo. Os membros do Stereophonics estavam do lado esquerdo assistindo ao show, e do lado direito estava a equipe do Oasis. De fato, quando o cara apareceu, pensei que fosse algum técnico de guitarra da banda”, disse uma testemunha ao New Musical Express.

Segundo o mesmo fã, Noel foi pego totalmente de surpresa. “Ele estava solando quando o cara apareceu atrás de dele e o empurrou. Ele dobrou os joelhos e caiu, causando um estrondo no PA. Ele ainda saiu em direção ao Liam Gallagher antes da segurança do Oasis segurá-lo”.

O porta-voz de Noel disse que o guitarrista caiu de forma “pesada” em cima dos alto-falantes de seu monitor e foi levado ao hospital ao final do show, onde foi examinado com “uma suspeita de fratura em suas costelas, além de danos nos ligamentos”. Ao mesmo tempo, o agressor “foi detido pela polícia e será indiciado pela agressão”.

Devido ao ocorrido, o show marcado amanhã em Ontario poderá não acontecer. Os organizadores pediram para que os fãs que comparam ingressos fiquem de olho no site oficial da banda, que informará eventual cancelamento.

Nenhum comentário: